Posts tagged alemanha

BR – LIÇAO H – REFUGIADOS 1

0
PERFECCIONISMO ALEMAO
O H mudo nao é mais scrito: O pacient com epatit foi vítima de um omicídio no ospício. Essa regra tem 2 excessoes: hotel e hospital. Sao duas palavras muito internacionais, e seria pena se um strangeiro foce vítima de um atac de érnia e nao encontrace o hospital porquê na placa tava scrito ‘ospital’.
Normalment essa seri é sobre países, mas as vezes eu vario o tema. Por exemplo agora eu tou dando aula de alemao pra refugiado, daí eu screvi uma seri de artigos pro jornal alemao Berliner Zeitung, e eu vou botar alguns aqui. Ao mesmo tempo eu vou comessar a apresentar todas as minhas variassoes linguisticas. E ja que a comunicassao na scola de alemao é muito difícil, com uma gramatica e um vocabulario bem basico, o texto no original ta numa lingua que os alemaes chamam de ‘alemao de stassao de trem’, ja que se fala todo tipo de língua por ali e o alemao é bem basico. No Brasil daria mais ou menos português de índio. Mas a ortografia é em brasilês, fase H…
Meu gata diz eu fica muito case, screv livro, dia e noit computador, tem que sair – porquê nao da aula alemao pra refugiado? Ta bom, entao eu vai ensinar alemao pra organizassao caritativa em centro refugiado, pelo menos um pouco útil. Mas ants comessar aula tem churrascada de refugiado, eu spera que quando comessar aula ainda tem refugiado. Mes depois recebe 2 lista presensa 1 lista ausência – mas normalment uma lista presensa ja ve quem ausência, ou nao? Nao interessa, fato é mim compart aula com menina lest europeu. Ela ouviu, nosso curso só mulher.
Organizassao diz 3 matrícula. 3 aluno, 2 professor, pouco aluno pra tanto professor, né? Num ta cheio refugiado Alemanha querendo aprender alemao? Talvez fez anúncio em alemao e ninguem entendeu? Num centro refugiado zelador faz acim: 3 folha com regra da casa em alemao superburocratico, mecanico Eritreia – um mes Alemanha – dev ler e por favor acinar.
Ants chef organizassao dizer eu tem que ensinar por livro didatico. Mas daí precisa livro didatico, né? Ah, tem que buscar livro escritório. Eu ouve dizer tem projetor, mas ond projetor? Ah, projetor ainda tem que organizar, tem problema seguransa – mas brev problema resolvido. Eu chega curso, só 4 aluno. Eu quer perguntar pra mulher de organizassao por causa matrícula – alguns tem matrícula, outros nada, mas em formulario palavra aleman como ‘Aufenthaltsstatus’, significa mais ou menos ‘situassao legal do estrangeiro’ – tem que fazer tudo isso? – se tiver que fazer durant aula, vai passar o dia inteiro preenchendo formulário de aluno. Mas mulher da organizassao ta em reuniao. Eu comessa: meu nome é Zé do Rock, como teu nome? Eu vem de Brasil, você vem de ond? Cual o seu trabalho? Vem mais dois aluno. Eu faz pronome: eu bonito, você feio. Eu faz palavra cortesia: bom dia, boa tarde, oi, olá, oba, obrigado, beleza, por favor, por favor eu nao tem dinheiro! Vem mais aluno. Eu faz número. Vem mais dois aluno. Tudo de novo: meu nome Zé, teu nome como? Ali Al-Turimi? OK, chamo Turimi, porquê 4 Ali na clace é Ali demais. Vem de ond? Siria, Siria, mas tamem outros país árabe e africano. Tamem chinês – como acim, chinês? China nao é democracia? E nao tem só mulher no curso, tem mais omem que mulher. Trabalho? Tem tudo: mecânico, contador, tecnico, caminhoneiro. E você, Zayid? Advogado Síria. E você, Zabar? Policial em Iraque? Chiii, entao spera pouquinho, eu tem que ir banheiro, eu sai que nem fugindo. Zayid diz, “Nao tem problema: ele policial, eu advogado!”
Vem mais 3 refugiado. Como chama, de ond vem, mais uma vez e mais uma vez, ai ai ai. Faz muita mímica, mas de vez em cuando difícil: como vai fazer mímica pra palavra ‘como’? Ou palavra ‘poder’? Daí melhor tentar traduzir pra inglês francês italiano árabe somaliano chinês. Infelizment meu chinês nao é muito bom, somaliano pior. Sírios em geral fala inglês, mais ou menos, mas alguns alunos nada de nada, só própria língua. Eu olha google tradutor, digo pra chinesa: huòzhe. Chinesa ri. Eu mostro palavra pra ela, ela diz, aaaahhh! Huòzhe! Foi que eu falei! Fim de aula, mais que uma dúzia alunos. Daí vem mulher do scritório e quer saber quem pagou. Alguns talvez nao pagou, outros nao entendeu – ainda nao tiveram verbo ‘pagar’. E eu? Preenchi uma lista – outras 2 ou 3 tamem? Nao, vai vir lista nova. Organizassao caridad e governo cidad e governo país e governo centro refugiados, cada um com regra própria, tem que coordenar, mas difícil arrumar prateleira cuando tem inundassao – de gent. Important é que refugiado perceb que em Alemanha tudo perfeito, tem que adaptar!

BR – LIÇAO I – REFUGIADOS 2

0

TOALET, DINHERO I MERDA

O E na ultima – ou única – sílaba qui é pronunciado com /i/ agora é scrito com I, a nao ser qui nao screvendo letra nenhuma a pronúncia continua a mesma: O assaltant repugnant tomou tanta aguardent ki feiz a burrici di cometer um crimi. Na primera sílaba o E só é substituído pelo I nos prefixos EM-, EN- i DES-: O cafajest com a calça incardida causou um disastri. I’s qui nao sao pronunciados disaparecim: O delincuent falou tanta baxaria qui foi parar na cadera eletrica.

Im outros casos o E qui é pronunciado como /i/ nao é substituído pelo I, porquê as diferensas regionais sao muito grands. ‘Fedido’ muitas vezis é pronunciado ‘fididu’, mais nem sempri, i depois o verbo é ‘feder’, i essa palavra nunca é pronunciada ‘fider’.

Segundo dia di curso: alguns studant falta, mais tem dobro di studant novo, no total cuasi duas duzia, tem qui buscar mais mesa i cadera. Precisa caneta di feltro pra cuadro negro, quer dizer cuadro branco, i porta pra cuartinho com coisa pra screver ta fechado. Busca alguem no scritorio qui tem chav. I daí caneta di feltro cor di rosa muito fraca, i ecis refugiado acho qui tamem nao inxerga bem nao. Verd tamem fraquinho. No fim pega azul – bom essa caneta, bem fort. Mais depois quer apagar i nao pod, caneta merda. Tem qui screver lista di presensa, nao acha caneta (normal). Normalment eu sempri caneta bolso da jaqueta, 3 ou 4 na moxila, oj nada. Studant tem qui imprestar caneta, porquê eu, professor, nao tem caneta. Sempri mostrar pra studant qui na Alemanha tudo eficient! Mais eu brasilero. Vem mais studant refugiado – até indiano. India tamem ditadura? Vem mulher bonita Kosovo. Ingleis nada, alemao nada, só albaneis. Problema né, qui meu albaneis meio ruinzinho. Tem qui comessar tudo di novo. É, maior problema com lingua tem justament na Europa. Mais Europa do Lest. Si bem qui muito franceis só sab franceis, muito spanhol só spanhol. Pra mim nao é problema, mais pra ingleis ou russo é problema.

Tem qui explicar pronome im alemao: “sie” (pronunciado zi) significa ‘ela’, tamem significa ‘eles’ i tamem significa ‘o Senhor’ ou ‘a Senhora’ – alemao muito exato, as vez acim as vez assado. Cuando pessoa é disconhecida ou important i usa gravata nao diz ‘du’ (você) i sim ‘Sie’. Pra árab nao é problema, conheci sistema. Mais chineis por exemplo nao intend nada, sistema pronomi super basico, nao tem nem diferensa entri ‘eli’ i ‘ela’. Japoneis é contrário: nao tem diferensa entri ‘você’ i ‘o Senhor’, mais tem 6 palavra pra ‘eu’, dependendo da importância do pessoa com quem fala, i cuanto tem qui si curvar. Japoneis maluco. Antigament mais maluco, tinha 30 palavra pra ‘eu’, dependendo cuanto si curva pra cumprimentar. Si você lixero, tem qui curvar até o chao.

Pausa pra respirar ar puro (Marlboro), Mohammad diz pra kosovara eli viu ela im reuniao pra refugiado i outras calamidads. Kosovara diz qui tava la mas nao viu eli. Eu ixplico: Mohamad, você lembra essa mulher porquê ela bonita, ela nao lembra você porquê você feio. Tanakara.

Vem mais dois afegao. Im todo caso studant ja sab as palavra mais important: toalet (toilette), dinhero (geld) i merda (scheisse, pronunciado “chaisse”)! Muito important no Alemanha – tem qui integrar Alemanha, aprend xingar como alemao! Alem disso: strangero nao dev bater mulher. Os 15% dos alemao qui bate mulher nao sao advertido – talvez só strangero nao pod bater mulher, cidadao alemao pod? I elis tem qui aprender ser onesto! Muito strangero admira futbol alemao, daí ex-president do FC Bayern München podia fazer vidio fazendo propaganda pra onestidad, agora qui eli ja saiu do prisao por bom comportamento, i afinal evasao di imposto nao é tao terrivel né.

Primero ensina palavra aleman simplis, como p. ex. ‘spritzt’ (ce spirra), ou ‘sprachst’ (ce falou), sílaba com só 8 letra, mais tard cuando bem treinado vem palavra como ‘schleichst’ (ce sai de fininho) ou ‘schmauchst’ (ce fuma com prazer), silaba com 10 letra. Tambem palavra como ‘sechstschnellster’, com 8 consoant im seguida, i na última semana di curso vem palavra como ‘Grundstücksverkersgenehmigungszuständigkeitsübertragungsverordnung’, qui quer dizer mais ou menos ‘Regulamentassao da Transmissao di Competências das Licensas no Comércio di Terrenos’.

Eu ensino dia da semana. Pergunta pra Yousouf o que eli vai fazer na segunda feira. Eli diz: “Bater strangero.” Ja aprendeu sistema Alemanha!

Fim di aula, fora fuma cigarro com outros studant. Pergunta mulher Kosovo cual é trabalho. Trabalho nada! Agora nao, claro (exilado politico nao pod trabalhar até ser reconhecido como exilado) mas ants – no Kosovo? Tamem trabalho nada. Problema no país? É, sempri uma merda – ja aprendeu palavra. Muito problema, ela diz – mas nao tem problema, avanti popolo!

 

Mudansa de ares

0

A Shazza ganha um novo emprego em Stuttgart, ela vira diretora da Staatsgalerie, a galeria estadual, o maior museu do Land (stado) de Baden-Württemberg, que é o stado dos suábios. Todos jornal screvem a respeito. Ela tem ke mudar pra Sturgat (Stuttgart no dialeto local), e pra ke ela nao se sinta sozinha (e nao caia em tentassao), eu vou com ela.

Pra Suábia??? Os amigos tao chocados e nos dao os pêsames. (weiterlesen …)

Melhor ir no cinema que na guerra – Eta linguinha difici!

0

Nos amerikanischen Films de guerra o inimigo tem que ser physisch different do Amerikaner, por isso o amerikanische herói pode ser loiro quando a luta é contra Japaner ou Araber. Mas nos Films de guerra contra o Deutsche, o Deutsche é automatisch gordo e loiro, o Amerikaner tem um normale Physis e é moreno. Só que isso é um Stereotyp. No Staat mais ao Norden da Deutschland, na fronteira com a Dänemark, o Personal é muito loiro mesmo. Mas quanto mais ao sul, mais moreno tem, e loiro é uma minoria. E depois que a Deutschland recebeu Millionen de Immigranten, a Population escureceu mais ainda. Mas com esse Klima os escuros ficam pálidos…

(weiterlesen …)

Melhor ir no cinema que na guerra

0

O alemao é um povo que gosta de guerra, ele é brutal, frio, organisierd e disciplinierd. Ele faz Karre muito bom, toma muita cerveja, come carne de schuíno, chucraut, xaxixa, e claro, ele é grande, gordo e loiro. Esses sao os stereotipen. Tudo isso tem na Alemanha, mas in generell a Alemanha nao é nada disso. Se du pergunta prum alemao se ele quer ir pra guerra ou ir no cinema, ele sempre vai dizer que prefere ir no cinema. (weiterlesen …)

Bayern, München

0

Ao norde dos Alpes se encontra uma regiao da Europa Central que foi inicialmente kolonializied pelos homens de Neandertal, daí por povos da rassa homo sapiens dos cuais pouco se sabe porque eles eram tudo uns inguinorant que nao sabiam escrever, e nao deixaram nem livros, nem jornais nem google pra gente se informar. Mais tarde chegaram os indo-europeus da regiao onde a Asia e a Europa se encontram, im primeiro lugar os celtas, daí os romanos, e por fim os germanos, principalmente os baiuvaros ou bajuwaren, que vieram originalmente da regiao do rio Elba, ou seja da Boemia na Checoslovaquia, tambem da Saxonia, (weiterlesen …)

Terra do Kebab

0

Normalment eu chamaria o país de Terra da Linguissa ou Terra do Chucrute, mas o que eles mais comem na Alemanha é o kebab, ou churrasco grego, aquele onde a carne fica girando.

A Shazza acha que o sofrimento me tornou mais bonito. Um dilema e tanto: passar bem e ficar gordo ou ter um bom físico mas sofrer? E claro que eu fiquei bronzeado – ao conträrio da Alemanha, na Africa tem uma bola amarela que aparece cuase todo dia no céu, que esquenta e bronzeia a pele.

(weiterlesen …)

Go to Top